Meio Ambiente, São Pedro da Aldeia

PROJETO “ARVORECER” AVANÇA EM SÃO PEDRO DA ALDEIA

Na terça-feira (05), representantes do Poder Público aldeense, de instituições sociais, Prolagos, técnicos, especialistas e proprietários de hortos se reuniram no Horto Escola Artesanal para tratar sobre o projeto “Arvorecer”, voltado ao plantio de mudas de árvores em vias e praças públicas de São Pedro da Aldeia. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Prefeitura, sociedade civil organizada e iniciativa privada, com o objetivo de melhorar as condições do meio ambiente e valorizar as áreas urbanas municipais. A pauta do encontro abordou a definição das primeiras localidades a receberem os mutirões de plantio, estratégias de mobilização popular e ações de impacto, entre outros assuntos. Os secretários de Governo, Eronildes Bezerra; de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda, Dimas Tadeu; e de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, participaram da reunião.

O secretário de Governo, Eronildes Bezerra, destacou o comprometimento de todos para o sucesso do projeto. “Quero agradecer a presença e o envolvimento de todos os parceiros nesse trabalho. Esse projeto requer acompanhamento, boa vontade, união, planejamento e muita atitude. Juntos, nós vamos fazer a diferença e tenho certeza que seremos capazes de mobilizar a sociedade. O engajamento da população é fundamental nesse processo, porque a partir do momento que as pessoas colocam a sua mão, elas passam a ser corresponsáveis por esses atos, não só do plantar, mas de cuidar e preservar”, disse.

Durante a reunião, o grupo de trabalho deu continuidade às discussões para a definição dos primeiros locais de plantio, as estratégias a serem implantadas, ações de impacto e determinação das espécies arbóreas, entre outras etapas para o planejamento, manutenção e execução do projeto. Na primeira fase de ação, o mutirão de plantio de mudas terá como foco a Rodovia RJ-140, nos principais acessos da cidade e em outras áreas públicas. Na oportunidade, o secretário de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, falou sobre o projeto de plantio de 200 palmeiras nas rotatórias da Rodovia, que será agregado às atividades de arborização. Já na segunda fase do projeto, as atividades vão abranger os bairros e praças do município, com ações de plantio, mobilização, sensibilização e educação ambiental da comunidade.

De acordo com o especialista na área de planejamento de cidades e voluntário do projeto, Osvaldo Ramalho, a intenção é buscar a participação da sociedade nos mutirões, em parceria com igrejas, associações de moradores, condomínios e escolas. “Nós pensamos em começar as ações pelos acessos da cidade, de ponta a ponta, e depois nas praças dos bairros e entornos das escolas, como forma de melhorar a qualidade da vida das pessoas e dar visibilidade ao projeto. Estamos vivendo um momento muito difícil no mundo inteiro com relação à questão ambiental, com mudanças climáticas cada dia mais sérias e um calor cada dia mais intenso, e todas essas questões podem ser trabalhadas por meio de um projeto simples como esse, de plantio de árvores, envolvendo as forças sociais, empresas, secretarias municipais e a própria comunidade”, ressaltou.

Na ocasião, também foi abordada a parceria com a Prolagos para a rega sistemática e implantação do programa de responsabilidade socioambiental da concessionária, o “Saber Faz Bem”, que oferece palestras, apresentações teatrais e atividades educativas em prol da conscientização da preservação do meio ambiente. Também foram discutidas algumas das ações periódicas já desenvolvidas pela Prefeitura, como os mutirões de limpeza e manutenção de praças e jardins, os programas em andamento no município, como o projeto de reciclagem “Ecoenel”, e ações futuras que poderão ser incorporadas ao projeto, entre elas oficinas, cursos profissionalizantes na área de jardinagem e paisagismo e concursos na primavera envolvendo a participação dos moradores.

Também participaram da reunião o diretor técnico, a chefe sênior e o chefe escoteiro do grupo Escoteiros de São Pedro da Aldeia, Luiz Carlos Lobo, Josiane Moraes e Walner Ornelas; as assistentes de projetos sociais do setor de Responsabilidade Social da Prolagos, Bianca Vidal e Angélica Braz; a fiscal de Meio Ambiente da Sealps, Daiana Cabral; a veterinária e o biólogo da Sagat, Ana Carolina Leitão e Flávio Gomes; a paisagista e proprietária do horto Jardim Park, Shirley Francisconi, o gestor Imobiliário, Amilcen Garcia; e a especialista em planejamento e projetos, Ana Maria Forte.projeto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s