saúde, São Pedro da Aldeia

SERVIDORES DA SECRETARIA DE SAÚDE ALDEENSE PARTICIPAM DE CURSO DE CAPACITAÇÃO NA FIOCRUZ

Servidores da Secretaria de Saúde de São Pedro da Aldeia participaram, esta semana, de um curso de capacitação promovido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, uma das unidades técnico-científicas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. Com carga horária total de 40h, o curso teve o tema “Controle do Aedes aegypti – Teoria, História, Obstáculos, Novas Tecnologias e Desafios”, e teve como objetivo capacitar profissionais da Vigilância Ambiental nas diferentes estratégias de prevenção, enfrentamento e combate vetorial ao mosquito transmissor da dengue. Representando o município aldeense, estiveram presentes a coordenadora municipal de Vigilância Ambiental, Dayana Oliveira, e o supervisor de campo, Roberto Dias. Também participaram da capacitação o instrutor da área de Educação em Saúde do Ministério da Saúde, Alexandre Petra, além de representantes das cidades de Itaguaí, Rio de Janeiro, Niterói, Petrópolis e São José de Ubá, no Estado do Rio, além de Cosmópolis-SP.

A coordenadora municipal de Vigilância Ambiental, Dayana Oliveira, destacou a participação de São Pedro da Aldeia na qualificação profissional. “O curso da Fiocruz nos proporcionou a possibilidade de executar um trabalho de campo mais abrangente, além do mecânico e químico. A capacitação apresentou as formas mais adequadas de abordagem e as estratégias de campo para atuação em diferentes áreas da população, nos permitindo associar todo conhecimento técnico ao conhecimento holístico, a fim de alcançar resultados ainda melhores para o nosso município”, disse.

A programação abordou os procedimentos de controle de vetores; biologia e comportamento do mosquito, suas estratégias evolutivas, vantagens e limitações; o histórico do controle do aedes aegypti no Brasil; perspectivas para o controle do mosquito no atual cenário brasileiro; termos e conceitos da epidemiologia; dentre outras temáticas visando aprimorar o senso crítico dos profissionais e gestores acerca das adequações, limitações e possibilidades dos diferentes métodos, técnicas e ferramentas relacionadas às ações de controle. Com metodologia baseada na dinâmica participativa, reflexiva e dialógica, a capacitação também mostrou estudos de casos e análise de contextos, por meio do auxílio de técnicas audiovisuais. Ao final, os participantes receberam certificado de Qualificação Profissional.

Responsável por ministrar a capacitação, o pesquisador da Fiocruz, Eduardo Dias, falou sobre a iniciativa. “O objetivo é aprimorar a capacidade dos profissionais envolvidos no controle do aedes aegypti no enfrentamento dos problemas existentes na realidade urbana brasileira. É um curso em nível de formação continuada que visa a promoção de ações de controle factíveis, possíveis e eficazes em consonância com as diferentes realidades socioambientais brasileiras. Esperamos que os objetivos sejam alcançados”, destacou.

Com o objetivo de estimular uma reflexão sobre o trabalho coletivo, a fonoaudióloga Inês Cristina Dimari promoveu uma dinâmica de grupo voltada à aprendizagem e solução de problemas complexos de forma cooperativa. “O trabalho é composto por várias etapas e uma delas é promover uma reflexão sobre posturas individualistas, competitivas, o medo das críticas e a falta de comunicação. Para isso, nós proporcionamos algumas atividades para mostrar a importância da conversa, da escuta e do planejamento de grupo em busca de resultados melhores. A ideia foi oferecer um ambiente em que os agentes possam se sentir efetivamente valorizadas e oferecer uma formação que os ajude a desenvolver recursos internos para lidar com as mais diversas situações”, salientou a profissional.

Única escola de âmbito federal no Brasil, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) atua na capacitação e na formação de recursos humanos para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para o sistema de ciência e tecnologia, na produção científica e tecnológica, e na prestação de serviços de referência no campo da saúde pública. ficruz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s